27.4 C
Brasil
domingo, junho 26, 2022

Após reajuste, gasolina dispara e chega a custar R$ 8,29 o litro

Brasil

Os motoristas já sentem no bolso os primeiros efeitos do reajuste da gasolina. Após o anúncio da Petrobras, o preço chegou a marca de R$ 8,20 — um dos mais altos da história, segundo os sindicatos do setor.

O reajuste no preço da gasolina ocorre após 99 dias, sendo o último aumento em 11 de março, enquanto sobre o diesel a última alteração aconteceu em 10 de maio, há 39 dias.

O Sindicato dos Postos Revendedores de Combustíveis do Estado do Piauí (Sindipostos-PI) prevê um incremento de até R$ 0,30 no valor cobrado pela gasolina e o litro chegará a R$8,29. A projeção mais alta até o momento.

No Ceará, por exemplo, o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Ceará (Sindipostos-CE) anunciou que o preço médio do litro da gasolina pode chegar a R$ 8,20. Em Fortaleza, o valor chegou a R$ 7,89 neste sábado (18/6).

A gasolina comum poderá passar dos R$ 8 nos postos de combustíveis do Distrito Federal. O litro do combustível pode ficar até R$ 0,20 mais caro.

O Sindicato de Comércio Varejista de Combustíveis Minerais de Florianópolis (Sindópolis) anunciou medida semelhante. Na capital catarinense, o preço ficará R$ 7,49, em média.

Na projeção do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lojas de Conveniências do Estado do Paraná (Paranapetro), o custo ao motorista pode alcançar R$ 7,41.

Reajuste

Na sexta-feira (17/6), a Petrobras anunciou o quarto aumento no diesel e o terceiro na gasolina só neste ano. A gasolina subiu 5,18%, enquanto o diesel teve acréscimo de 14,26% no preço.

A partir deste sábado (18/6), a gasolina terá variação de R$ 0,15 por litro, enquanto o diesel subirá R$ 0,63 por litro.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias