29.5 C
Brasil
quinta-feira, agosto 11, 2022
Home Blog

Guitarrista de banda punk é encontrado morto e filho é o maior suspeito

O último final de semana foi de tristeza para os fãs da banda punk Teenage Head, pois seu guitarrista, Gord Lewis, foi encontrado morto em seu apartamento em Hamilton, no Canadá, e a polícia local desconfia que a causa da morte tenha sido assassinato. Ainda, de acordo com os sites The Hamilton Spectator, CBC Hamilton e NME., o filho do músico, Jonathan Lewis, é o principal suspeito do crime.

Durante a coletiva de imprensa, a delegada responsável pelo caso, Sara Beck, afirmou que o rapaz enviou diversos e-mails para veículos de imprensa denunciando a morte de um homem na faixa de 60 anos, levando a equipe dela a investigar o caso no último sábado, 07 de agosto, e ao chegarem na casa de Gord, o encontraram falecido e cheio de machucados.

Apesar das investigações ainda estarem acontecendo, Jonathan está sendo o principal suspeito, e inclusive ele já teria sido preso e acusado de assassinato de segundo grau. O homem de 41 anos também era o único que morava com o pai. “Ainda estamos procurando por testemunhas e estamos revisando as filmagens da área”, acrescentou a detetive.

Hermes & Renato chega com ‘Uma Tentativa de Show’ ao Recife

Hermes e Renato, das telas da TV para o palco do Teatro do Imip, no Recife. Sucesso nas principais capitais do país, a peça revive as melhores esquetes dos personagens mais sem noção da TV brasileira e traz uma nova perspectiva de todos os personagens do seriado de comédia mais famoso do Brasil que começou na década de 90 e faz sucesso até hoje.

A peça estreou dentro do festival Risadaria em São Paulo com bilheteria esgotada e fez enorme sucesso, tanto entre os fãs, quanto com as pessoas que ainda não conheciam o trabalho do grupo.

Formado por Marco Antônio Alves, Adriano Pereira, Felipe Torres e Franco Fanti, “Hermes & Renato” com participações especiais de Bruno Sutter e Mario Matias, é um dos grupos cômicos mais ousados já vistos na televisão. As piadas dessa galera de Petrópolis (RJ) não poupam ninguém. Despontaram em 1999 na MTV e mantiveram um programa de sucesso até 2009. Após uma parada, o grupo teve um breve retorno em 2013, mas desde 2015 está no FX Brasil, canal da Fox.

Tinder: Homens são condenados por sequestrarem mulher durante encontro

A 4ª câmara de Direito Criminal do TJ/SP manteve decisão da juíza Valeria Longobardi, da 23ª vara Criminal de Barra Funda, que condenou dois réus por extorsão, associação armada e restrição de liberdade da vítima. As penas foram fixadas em nove anos e quatro meses de reclusão, em regime inicial fechado.

Consta nos autos que, depois de trocas de mensagens por aplicativo, uma mulher compareceu ao local de encontro combinado, mas foi abordada por homens armados, que, por meio de ameaças e restrição de liberdade, roubaram dinheiro, celular, documentos pessoais, diversos cartões bancários e senhas.

A vítima foi obrigada a entrar em um automóvel, levado a um cativeiro e teria sofrido violências física e psicológica. Com as informações fornecidas, os acusados efetuaram saques e transferências no valor de R$ 29 mil e só a libertaram 18 horas depois do início da ação.

Ao analisar o caso, o desembargador Luis Soares de Mello, relator, pontou que “não há, enfim e nem de longe, fragilidade probatória”.

“Aceitar as versões dos acusados, diante de tamanhas evidências colhidas em sentido contrário – que apontam que eles não apenas providenciavam as contas bancárias de terceiros, como também eram responsáveis pelo recebimento da integralidade dos valores delas sacados, isto é, o produto do crime -, seria fechar os olhos a uma realidade manifesta e dar costas ao óbvio, em total e completo desapego às normas genéricas da verdade e bom senso, que emanam sem nenhuma dúvida dos autos.”

O julgamento, de votação unânime, teve a participação dos desembargadores Euvaldo Chaib e Camilo Léllis.

Além da Ilusão: Heloísa confessa crime de Joaquim para Violeta

Violeta (Malu Galli) verá sua vida virar completamente de cabeça para baixo em Além da Ilusão. Isso porque a dona da Tecelagem Tropical descobrirá que Joaquim (Danilo Mesquita) desviou dinheiro de sua empresa, fato este que a deixará bastante revoltada. E quem será a responsável por confessar o crime será ninguém mais ninguém menos que Heloísa (Paloma Duarte).

E tudo isso ocorrerá depois que a mãe de Isadora (Larissa Manoela) fica sabendo que Davi (Rafael Vitti) mentiu para todos acerca de sua verdadeira identidade e que ele é o possível assassino de Elisa (Larissa Manoela), além de ficar ciente do caso que a irmã teve com Matias (Antonio Calloni) no passado, fato este que resultou na gravidez da parente.

Desconfiada de que algo a mais possa estar acontecendo, a amante de Eugênio (Marcello Novaes) pressionará a parente. “Heloísa, se estão me escondendo mais alguma coisa, me diga agora, por favor! Não aguento mais passar recibo de idiota!”, soltará ela. “Pra ser sincera, tem mais algumas coisinhas que você precisa saber sobre o Joaquim”, revelará a mãe de Olívia (Débora Ozório).

Nessa hora, a personagem de Paloma Duarte abrirá o jogo e informará a ela acerca dos consertos falsos, a empresa de fachada, o superfaturamento e o desvio de dinheiro feitos pelo “filho” de Úrsula (Bárbara Paz).

Colesterol alto é fator de risco para doenças cardiovasculares

O presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes – Regional RJ (SBD-RJ), Daniel Kendler, lembra, no Dia Nacional de Prevenção e Controle do Colesterol, comemorado hoje (8), que o excesso dessa gordura no organismo é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, como infarto e acidente vascular cerebral (AVC) ou derrame. Cerca de 40% da população brasileira têm colesterol elevado, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). 

Em entrevista à Agência Brasil, Kendler, endocrinologista e professor do Instituto de Educação Médica (Idomed) da Universidade Estácio de Sá, explicou que o colesterol é um tipo de gordura produzida tanto pelo próprio organismo quanto pela ingestão de alimentos. 

“Essa gordura é importante para a fabricação de hormônios, para a constituição de membranas celulares. Ela tem várias funções que são super importantes”. Já o excesso de colesterol, entretanto, principalmente do chamado colesterol LDL, ou colesterol ruim, é um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares, como infarto e acidente vascular cerebral (AVC) ou derrame. O “colesterol bom” é conhecido como HDL.

Segundo o endocrinologista, o excesso de colesterol pode se depositar nas paredes das artérias, fazendo com que elas fiquem obstruídas e o sangue pare de chegar ao coração; no caso das artérias cerebrais, pode ocorrer o AVC ou derrame cerebral.

Combate

Para combater o excesso de colesterol, Daniel Kendler destacou a necessidade de melhorar a saúde do indivíduo como um todo. “Quando queremos melhorar o colesterol alto, logo pensamos nas medidas que evitam as doenças cardiovasculares: manter o peso adequado, fazer atividade física regular, não fumar, não ingerir bebida alcoólica em demasia. Tudo isso é importante para o indivíduo que tem colesterol alto. Porque a doença cardiovascular tem vários fatores de risco e temos que atacar todos eles”.

Outro orientação útil para a redução do colesterol alto é evitar o consumo de gorduras saturadas, principalmente gorduras de origem animal. “É o indicado para redução do colesterol”, afirmou o médico. Ele admitiu que, em alguns momentos, dependendo dos níveis de gordura, há necessidade do uso de medicamentos. “Mas vida saudável todo mundo pode e deve ter, independentemente de ir ao médico”.

A realização de exame de sangue anual para medir o colesterol é importante, lembrou o presidente da SBD-RJ. Isso se explica porque o colesterol alto não apresenta sintoma nenhum. A orientação é que, a partir de 40 anos de idade, ou antes, se a pessoa tiver outros fatores de risco, como obesidade, diabetes, história familiar, pressão alta, deve fazer, além da consulta, exame laboratorial para avaliar os níveis de colesterol.

Recomendação

Kendler ressaltou que não existe receita mágica, porque cada indivíduo é diferente. Mas a recomendação geral para evitar o colesterol alto é “não fume, beba com moderação, faça atividade física regular e tenha uma alimentação balanceada em relação à proteína animal, com pouca gordura saturada, muita fibra, vegetais, frutas”. Acrescentou que a proteína animal, com muita gordura, tende a aumentar o colesterol.

O especialista destacou que anualmente, no Brasil, as doenças cardiovasculares são as principais causas de óbitos registrados. Observou ainda que a hereditariedade também pode determinar o colesterol alto, mesmo em indivíduos que tenham hábitos saudáveis. É a chamada hipercolesterolemia familiar, comentou.

Produtos de beleza da marca de Millie Bobby Brown chegam ao Brasil

A Florence By Mills está mais perto de nós! Neste mês, a marca de beleza da atriz Millie Bobby Brown passa a ter uma loja oficial e exclusiva dentro do e-commerce Mercado Livre, onde será possível adquirir os produtos com variedade de meios de pagamento, opções de parcelamento e direito à devolução em caso de avaria ou arrependimento. Até então, só era possível importá-los por meio do site próprio da marca, nos Estados Unidos, em moeda local e com cartões de crédito internacionais – opção que segue válida.

“A partir de agora, fãs brasileiros podem criar looks maravilhosos que eu mal posso esperar para ver nas redes sociais. Espero muito que gostem e espero encontrá-los em breve”, declarou Millie.

Até o momento, são cerca de 25 itens disponíveis no portfólio, incluindo maquiagem, skincare, acessórios de beleza e kits.

Giulia Costa ganha o carinho de Flávia Alessandra e Otaviano Costa em formatura

Giulia Costa comemorou a formatura em cinema na faculdade. A atriz compartilhou alguns registros do momento pelo Instagram na companhia da mãe Flavia Alessandra, a irmã Olívia e o padrasto Otaviano Costa. “Fim. Formada! Obrigada por tanto, família. Não conseguiria sem você”, legendou.

Flavia também dividiu momentos da formatura em seu Instagram: “ia de formatura da nossa cineasta @giuliacosta ! Muito orgulho de acompanhar toda sua trajetória meu amor e ver o seu desabrochar nesse nosso mundo tão incrível, profundo e desafiador. Estaremos sempre ao seu lado ! Te amamos !!! Agora é luz, câmera, som e…AÇÃO!”, disse a mamãe.

Junior Lima retoma carreira solo e vai se apresentar no ‘Criança Esperança’

Junior Lima vai voltar aos palcos, e desta vez sozinho. O irmão de Sandy vem se preparando nos últimos tempos para retomar sua carreira solo, hoje mais confiante e determinado. A primeira apresentação já está marcada: será no palco do “Criança Esperança”, no próximo dia 15.

Hoje com 38 anos, Junior tem feito aulas de canto com o preparador vocal Fausto Caetano, que cuida das vozes de outros artistas, como a da própria Sandy.

Desde o fim da dupla com Sandy, Junior Lima, na verdade,  ainda não tinha se arriscado num projeto sozinho. De 2007 para cá, ele fez parte do grupo Nove Mil Anjos, depois formou uma dupla de música eletrônica, a  Crossover, e, por último, esteve na banda Dexterz, apoiado mais no seu talento como músico e produtor musical.

 

Junior Lima – Crédito: VEVO Sessions/Divulgação

“Bolsonaro é um criador de crises”, diz Maílson da Nóbrega

Exatamente. O desafio dos dois, mas é mais do Bolsonaro do que do Lula, é reduzir a rejeição. A experiência mostra que a rejeição do candidato a presidente é um dos fatores mais determinantes do resultado das urnas. Acho que uma parcela expressiva de beneficiários do Auxílio Brasil (programa que substituiu o Bolsa Família) vai votar no Lula. No Nordeste, há uma identidade muito profunda desses beneficiários com o Lula. Passaram por situações semelhantes, como problema com o pai, pobreza, fome e o Lula sabe falar a linguagem desse eleitor. Além disso, tem uma coisa também curiosa: o governo não conseguiu mudar todos os cartões. Então, uma parte do pessoal do auxílio emergencial está usando ainda o cartão com o nome Bolsa Família. E, na reta final, ainda podemos ter o processo do voto útil. Muitos brasileiros ainda têm a ideia de que não podem perder o voto.

Existem muitas pessoas que preferem votar contra Bolsonaro e tudo o que ele representa em termos de retrocesso no país…

Então, o Brasil não pode ter mais quatro anos no Bolsonaro. Ele já demonstrou que não sabe governar, que não entende como funcionam as instituições, não tem o maior apreço pela liturgia do cargo. E, toda semana, tem uma declaração incrível.

Já houve três episódios de contingenciamento do Orçamento deste ano sob a desculpa de respeitar o teto de gastos. Mas, considerando o que o governo tem sinalizado, a regra do teto já foi destruída, pois apenas a PEC Eleitoral criou um extra teto de R$ 41,2 bilhões….

É uma contradição impressionante. O ministro (Guedes) acha que temos uma situação fiscal sólida.

O senhor concorda com ele?

Não. Ninguém concorda. Quem conhece o mínimo da área não concorda. Pelo contrário, a situação orçamentária é muito frágil. A situação fiscal é muito frágil e periclitante. O país pode desandar se não resolver o problema do ano fiscal.

Guedes tem uma máxima no discurso de que vai encerrar o mandato com uma despesa menor, em relação ao PIB, do que recebeu. Isso é uma prova que o fiscal melhorou?

Isso não foi esforço do governo. Eu diria o seguinte: não decorreu do esforço fiscal do governo. Pelo contrário, o governo fez tudo para piorar e essa diminuição decorre do que ainda restou do teto. Também decorreu de três anos sem reajuste de salário para funcionário público e do calote dos precatórios.

Essa dívida judicial foi empurrada para debaixo do tapete e pode virar uma bola de neve…

Ela não entra na conta e ninguém mais está vendo. Então, o governo entrega uma situação fiscal com gasto em relação ao PIB um pouco menor por conta de manobras fiscais e não de um esforço para uma consolidação fiscal. O ministro Paulo Guedes vive em um mundo paralelo.

Ele foi muito aplaudido pela plateia da Expert XP, em São Paulo…

Tem muito bolsonarista no mercado financeiro, onde é natural bater palmas. É raríssimo o caso em que alguém do mercado financeiro fala mal do governo. Quando fala, é demitido. O ministro falou diante de convertidos ou de gente que prefere aplaudir o governo do que criticar. Faz parte do ambiente.

O ministro estava incomodado por não fazer a reforma do Imposto de Renda. Mas ele não chegou a apresentar uma proposta completa de reforma tributária, apenas pedaços…

Respeito muito o Paulo Guedes. Ele tem um doutorado em uma das grandes universidades do mundo, que é a Universidade de Chicago (nos EUA). Foi uma pessoa razoavelmente bem sucedida no mercado financeiro, mas ele teve uma avaliação incorreta do papel de ministro do governo. Ou seja, ele confundiu a quantidade com qualidade. Para ser poderoso, ele imaginou que o melhor era ter cinco ministérios sob seu comando. Delfim Netto, que foi o mais poderoso ministro da Fazenda da história, foi só o ministro da Fazenda. Ele já perdeu dois ministérios importantes: Trabalho e Previdência e vai perder Indústria e Comércio (MDIC) e Planejamento, porque não foi capaz de avaliar duas coisas. A primeira, as restrições para privatizar no Brasil. Os brasileiros não compraram a ideia de que Banco do Brasil e Petrobras podem ser privatizados. A segunda, ele parece ter comprado uma tese muito comum no mercado financeiro e em outras áreas de atividade econômica, que o relevante para um bom governo, é o bom ministro da Fazenda. Mas quem é relevante é o presidente da República. Contudo, Bolsonaro não entende qual é o papel do presidente no sistema político. O ministro pode ir ao Congresso para expor suas ideias e debater. Mas negociar não é o território dele. E Guedes tem uma ideia absolutamente equivocada de querer recriar a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).

Por causa disso, ele nunca mandou a proposta de reforma completa…

Sim. A CPMF é rejeitada por 10 entre 10 economistas que estudaram o mínimo desse assunto. Guedes continua tendo a visão cor de rosa de muitas coisas. Por exemplo, ele anda dizendo que o Brasil está preparado para se beneficiar da redefinição das cadeias mundiais de suprimento, porque estamos mais próximos. E, nesse sentido, a Venezuela é mais competitiva do que o Brasil, e a Nicarágua, mais ainda. A decisão de investir leva em conta a proximidade diante dessa mudança de paradigma da globalização, em que o risco geopolítico passou a ter relevância. Mas outros fatores são levados em conta: a estabilidade, a previsibilidade. Num governo que ataca as instituições, que não sabe como o governo funciona, se os analistas de risco político forem consultados muitas dessas empresas não virão ao país, porque elas não vão contar com a previsibilidade. E se consultarem especialistas no campo fiscal, vão ver um problemão daqui para frente.

Guedes costuma falar que os analistas estão errando muito nas previsões do Brasil. O senhor acha que o país está mesmo decolando como o ministro costuma afirmar?

Claro que não. Como é que um país decola se vai cair a taxa de crescimento no próximo ano?

Que recuperação em V é essa que ele tanto fala?

É um avião que levanta voo e despenca. A mediana das projeções do mercado para o PIB, em 2023, é de (crescimento) em torno de 0,40%, no Focus (do Banco Central). Essa também é a projeção da Tendências. E tudo indica que a economia vai desacelerar. A política monetária está se tornando restritiva a partir de agora. Uma decisão de política monetária leva de três a cinco trimestres para fazer efeito sobre a atividade econômica e, depois, as condições financeiras devem piorar. Os economistas podem errar, porque o trabalho de projeções econômicas não é a ciência exata. Não é como a física. Tudo é feito com base em modelos econométricos, que levam em conta pesquisas, experiência, troca de informações entre participantes. Mas, na maioria dos casos, o grau de acerto é maior do que o de erro. As projeções sinalizam uma tendência.

A inflação não vai cair tão fácil, apesar da queda no preço dos combustíveis em plena campanha eleitoral?

É claro que vai baixar por esse artifício dessa intervenção no federalismo que é absolutamente inconstitucional e que feriu o pacto. Mas o Congresso fez vista grossa disso para beneficiar o Bolsonaro. É um alívio que tem tempo para terminar. Em janeiro, volta tudo.

Esse impacto é de, no mínimo, um ponto percentual a mais no IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 2023…

Exatamente. Além disso, embora o Banco Central não reconheça, a maioria dos analistas entende que a inércia inflacionária ficou mais forte. E, quando ela fica mais forte, o custo e o tempo para reduzir a inflação são maiores. Por isso, que, embora a inflação continue declinando por força do estágio restritivo da política monetária, o BC não vai cumprir a meta no próximo ano. Nossa projeção para o IPCA passou de 8,5% para 7,9%, neste ano, e, no ano que vem, é de 5% (acima do teto da meta, de 5% e de 4,75%, respectivamente). Mantivemos a Selic em 14%, no fim deste ano, e estamos prevendo 11%, no fim do ano que vem.

O que significa para a economia do Brasil encerrar dois anos seguidos com Selic de dois dígitos?

As consequências são clássicas: piora das condições financeiras decorrentes do aumento da taxa de juros inibe a tomada de crédito e, portanto, a demanda e o investimento. Muitas empresas adiam os investimentos, porque ele se torna inviável com a taxa de juros nesse nível. Isso pode significar uma perda do dinamismo do mercado de trabalho. A geração de emprego arrefece.

Falando em mercado de trabalho, Guedes falou que vamos terminar o ano com uma taxa de desemprego em 8%. Isso é possível?

Olha, eu não conheço ninguém fazendo essa projeção. A nossa está em 9,8%, se eu não me engano. O emprego está crescendo no setor de serviços, mas a indústria está desacelerando. A indústria caiu em junho e está abaixo do período pré-pandemia. A indústria extrativa deve desacelerar muito. No linguajar dos economistas, é um cenário desafiador, que é um nome para substituir o pessimista.

E dá para ser otimista?

Olha, se você for pensar nas condições estruturais do país, a gente ainda pode continuar a almejar ser um país rico no futuro. O Brasil tem instituições sólidas que são fundamentais para a preservação da democracia e a democracia é essencial para a prosperidade. As instituições estão sendo postas à prova. O Bolsonaro está prestando um serviço ao país nesse campo. Ele provocou e as instituições responderam. Instituição é um conceito bem amplo. E, com essa mobilização de empresários, de acadêmicos, pessoal da área de ciência de sindicatos, é uma coisa bem ampla. Tem efeitos de transbordamento, porque estimula outras pessoas a pensar até para se mobilizar. Por exemplo, no discurso de Bolsonaro perante os embaixadores, uma demonstração assim inacreditável de desprezo pela liturgia do cargo. O presidente só fala do embaixador para receber as credenciais. Bolsonaro convocou os embaixadores, por iniciativa dele, não só para romper essa hierarquia, mas para falar mal do Brasil.

Caixa divulga calendário de pagamento de benefícios a caminhoneiros e taxistas

A Caixa vai iniciar o pagamento do Benefício Caminhoneiro e do Benefício Taxista este mês. Os auxílios serão creditados em conta poupança social digital aberta automaticamente em nome dos beneficiários, com movimentação pelo aplicativo Caixa Tem. O pagamento aos beneficiários começa já na próxima terça-feira (9/8), com previsão de término em 17 de dezembro.

A medida emergencial prevê o pagamento mensal de R$ 1 mil aos motoristas até dezembro de 2022. Neste mês de agosto, os beneficiários receberão duas parcelas, referentes aos meses de julho e agosto, totalizando R$ 2 mil.

Têm direito ao benefício os caminhoneiros cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) até 31 de maio de 2022, cadastro mantido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – Ministério da Infraestrutura, e que atendam aos demais critérios definidos na Portaria Interministerial MTP/INFRA Nº 6, de 1º de agosto de 2022.

Taxistas

Já o calendário de pagamento do Benefício Taxista prevê um início na terça-feira (16/8). O benefício prevê o pagamento mensal aos motoristas de até R$ 1 mil, até dezembro de 2022. Neste mês de agosto, os beneficiários receberão duas parcelas, referentes aos meses de julho e agosto, de até R$ 2 mil ao todo.

Têm direito ao benefício os motoristas de táxi registrados nas prefeituras até 31 de maio de 2022, que sejam titulares de concessão, permissão, licença ou autorização emitida pelo poder público municipal ou distrital, e que atendam aos demais critérios definidos na Portaria MTP Nº 2.162, de 27 de julho de 2022.

Confira o calendário de pagamento:

Benefício caminhoneiros

1° e 2° parcelas9 de agosto
3° parcela24 de setembro
4° parcela22 de outubro
5° parcela26 de novembro
6° parcela17 de dezembro

Benefício Taxistas

1° e 2° parcelas16 de agosto
1° e 2° parcelas*30 de agosto
3° parcela24 de setembro
4° parcela22 de outubro
5° parcela26 de novembro
6° parcela17 de dezembro

*Repescagem dos cadastros após 16/8