22.3 C
Brasil
quarta-feira, dezembro 1, 2021

Em meio à pandemia, deputado busca ajuda do governo para setor aéreo

Brasil

O deputado federal Coronel Tadeu afirmou que o governo federal tem ajudado o setor aéreo, mas que pode fazer mais. O parlamentar do PSL de São Paulo é presidente da Frente Parlamentar da Aviação Civil na Câmara. À Jovem Pan, ele contou que está tentando marcar uma reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas para os próximos dias. Um dos pontos que devem ser tratados no encontro é a possibilidade de aeronautas e aeroviários sacarem o fundo de garantia. Por causa da pandemia, muitos profissionais da área foram afastados do trabalho e, pelas regras do auxílio emergencial, não podem receber o benefício. A proposta fazia parte de uma medida provisória e foi vetada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o deputado coronel Tadeu, a demanda da aviação civil vai aumentar conforme os números da pandemia diminuírem. Ele lembrou que o setor sofreu uma queda de 85% no mês de junho por causa do coronavírus. A previsão, de acordo com ele, é que a retomada aconteça em até quatro anos. O coronel Tadeu mencionou, ainda, uma pesquisa que mostrou que o número de voos em agosto atingiu 40% do nível pré-pandemia. A pesquisa foi feita pelo advogado Ricardo Fenelon, ex-diretor da Agência Nacional de Aviação Civil e presidente do Instituto de Direito Aeronáutico. De acordo com o levantamento, as três principais companhias aéreas brasileiras — Latam, Gol e Azul, fazia em torno de dois mil voos diários antes da Covid-19. O número chegou a 797 neste mês.

*Com informações da repórter Nicole Fusco

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias