26.2 C
Brasil
quinta-feira, setembro 28, 2023

MPRJ denuncia por homicídio doloso motorista que atingiu moto do personal de Gracyanne Barbosa

Brasil

Promotores pediram também a prisão preventiva de Marcus Vinicius Cardoso Fazenda. Investigação da polícia apontou que motorista dirigia embriagado na contramão e acima da velocidade permitida quando acertou moto de Hitallo Muller Azevedo.

O Ministério Público do Rio (MPRJ) denunciou, nesta terça-feira (29), por homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar) Marcus Vinicius Cardoso Fazenda, que atropelou o personal trainer Hitallo Muller Azevedo, na noite do dia 26 de julho, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Hitallo atendia, entre outros clientes, a modelo e dançarina Gracyanne Barbosa.

Na denúncia, os promotores pedem ainda a prisão preventiva de Marcus Vinicius. O motorista já tinha sido indiciado pela polícia pelo mesmo crime.

O acidente foi no dia 26 de julho, por volta das 19h30, na Barra da Tijuca. Marcus conduzia um Honda Civic LX e atingiu a moto conduzida por Hitallo na Avenida Lúcio Costa, altura da Praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio.

Segundo as investigações, Marcus dirigia embriagado na contramão e acima da alta velocidade permitida. A moto de Hitallo foi arrastada por quase 20 metros, e o carro de Marcus bateu em outros três, que estavam estacionados.

“Meu filho estava vindo do trabalho para casa, e interromperam a vida dele. E a gente queria uma resposta”, disse João Batista Santos, pai do Hitallo.

Marcus Vinicius foi internado no Hospital Casa de Portugal, no Rio Comprido. A TV Globo apurou que ele teve alta nesta quinta-feira (31).

Contramão e velocidade
A 16ª DP (Barra da Tijuca), que investigou o caso, obteve imagens que mostram que o carro de Marcus Vinicius estava na contramão no momento do acidente.

Os investigadores concluíram ainda que o veículo seguia a 83,4 km/h, em um trecho da via onde a velocidade máxima permitida é de 70 km/h.

Além disso, no dia do acidente, às 15h54, Marcus Vinicius foi multado por avanço de sinal vermelho na Estrada Coronel Pedro Correia, em Jacarepaguá, e se envolveu em outro acidente, sem vítimas, por volta das 18h30.

Após o acidente que matou o personal, uma testemunha disse que “sentiu cheiro forte de bebida alcoólica dentro do carro” de Marcus, embora não pudesse afirmar que ele estivesse alcoolizado.

Apesar de não ter feito teste do bafômetro, o inquérito afirma que Marcus Vinicius ingeriu bebida alcoólica, de acordo com a testemunha e médicos.

Maridalva Santos, mãe do Hitallo, pede que o caso “não fique impune”. “Para que isso não aconteça com outra pessoa, para que outra família não venha sofrer igual a gente está sofrendo. A gente só quer justiça”, declarou.

 

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias